Ir para o conteúdo. | Ir para a navegação

Ferramentas Pessoais

This is SunRain Plone Theme

Navegação

Você está aqui: Página Inicial / VI Workshop de Especialização em Desenvolvimento de Software para Web

VI Workshop de Especialização em Desenvolvimento de Software para Web

Será realizado nos dias 13 e 14 de novembro de 2015 o VI Workshop de Especialização em Desenvolvimento de Software para Web no Departamento de Computação da Universidade Federal de São Carlos.

A programação do evento consiste em apresentações públicas dos processos de desenvolvimento de sistemas de software, com demonstração do protótipo do sistema em funcionamento.

De forma concomitante com as apresentações dos sistemas de software haverá a apresentação dos trabalhos desenvolvidos pelos alunos sobre diversos aspectos do processo de desenvolvimento de software, sempre relacionado com o sistema de software implementado.

 

Cronograma:

Sexta-feira – 13/nov/2015

  • Apresentação dos Sistemas de Software: 

19:15h às 23:00h – Apresentação dos Sistemas de Software: Prontuário Eletrônico, SPDI - Secretaria de Planejamento e Desenvolvimento Institucional - UFSCar e Gerenciamento de Estágios e Trabalhos Acadêmicos - GETA.

23:00h às 23h30h – Reunião da Banca

23:30h – Divulgação do Resultado Final dos Sistemas de Software

  • Apresentação dos Artigos em Desenvolvimento de Software:

18:30h às 23:15h – Apresentação dos Artigos em Desenvolvimento de Software

23:15h – Reunião da Banca

23:30h – Divulgação do Resultado Final dos Artigos em Desenvolvimento de Software

Sábado – 14/nov/2015

  • Apresentação dos Sistemas de Software:

08:00h às 11:45h – Apresentação dos Sistemas de Software: Unidade de Saúde Escola - USE, Controle Patrimonial e Research Content Management System (RCMS).

11:45h às 12:15 - Reunião da Banca

12:15h - Divulgação do Resultado Final dos Sistemas de Software

  • Apresentação dos Artigos em Desenvolvimento de Software:

08:00h às 12:30h - Apresentação dos Artigos em Desenvolvimento de Software

12:30h- Reunião da Banca

12:45h - Divulgação do Resultado Final dos Artigos em Desenvolvimento de Software

 

 

Sistemas de Software:

Prontuário Eletrônico

Daniel Rodrigo vento

Fabiano Moura

Controle Patrimonial

Alan Cristian Barboza

Breno Rodrigo Cabral de Oliveira

Cindy Yonemi Hosoya

Gustavo Carvalho Mauricio

Jones dos Santos Carvalho

Thiago Derissi Poderoso

SPDI – Secretaria de Planejamento e Desenvolvimento Institucional – UFSCar

Givanildo Moises da Silva

Osvaldo Luis Pinto Junior

Pedro Henrique Ferro Gorla

Rafael Antonio Barro

Thiago Henrique Saska Romero

Unidade de Saúde Escola – USE

Alex Alves Fonseca

Eluany dos Santos Carvalho

Gabriel de Souza Mayer

Luis Fernando Serra

Marcos de Oliveira Alves

Gerenciamento de Estágios e Trabalhos Acadêmicos – GETA

Claudenir de Freitas Machado

Diego Manicardi Sarai

Helder Murilo Simão Dias

Jordano de M.Gonçalves

Renan Martini Gigliotti

Rodolpho Sbaraglini Couto

Rodrigo Manicardi Sarai

Vinicius A. Castelano Tavares

Research Content Managment System (RCMS)

André Canale Garcia

Bruno Bim Dias

Elbio Otávio Caetano

João Antonio Bulgareli

João Otávio Sakai Genari

Pedro Felipe M. Moreira

Raquel Roque Rodrigues



Artigos em Desenvolvimento de Software:

01 - Análise comparativa entre frameworks ágeis em Java para o desenvolvimento de aplicações web

Alan C. Barboza

Resumo. Este artigo apresenta uma análise comparativa entre os dois frameworks ágeis em Java a serem utilizados durante o desenvolvimento de aplicações web. Os seguintes frameworks Grails e Spring Roo foram analisados considerando os seguintes critérios de avaliação: facilidade de aprendizado, facilidade de uso, produtividade, flexibilidade, utilidade, qualidade do código fonte gerado. Os resultados expostos podem apoiar durante a decisão do engenheiro de software sobre qual framework adotar durante o desenvolvimento de uma aplicação web Java.

 

02 - Criação de testes unitários flexíveis e expressivos utilizando o Padrão de Projetos Builder

Alberto Luís Grunevald Nunes da Rocha

Resumo. A adoção de testes unitários automatizados, bem como a utilização de padrões de projetos no desenvolvimento de softwares, têm se tornado fatores decisivos para o sucesso de qualquer projeto.
Testes unitários provaram ser uma eficaz ferramenta na prevenção de defeitoso e correção de defeitosbugs, enquanto que com o uso de padrões de projetos são obtidos todos os benefícios de técnicas de programação consagradas, baseadas no paradigma de orientação à objetos. 
O presente trabalho apresenta a aplicação do padrão de projeto "Builder" na criação de casos de testes. O principal objetivo desse padrão de projeto é criar testes unitários simples, expressivos e flexíveis

 

03 - Node.js VS Servlet 3.1: comparando tecnologias Non Blocking I/O

Alex Alves Fonseca

Resumo. O desenvolvimento de aplicações web evoluiu muito no decorrer do tempo e tornou softwares cada vez mais acessíveis aos usuários. Com o aumento de acessos a preocupação com performance dos softwares e com uso eficiente de recursos cresceu. As tecnologias Non Blocking I/O surgiram para facilitar isso. Este artigo apresenta duas tecnologias que implementam esse recurso, mostrando suas principais características e como ambas se comportam ao receber diversas requisições simultâneas.

 

04 - Um estudo sobre emoções e interfaces de usuário em sistemas web

André Canale Garcia

Resumo. A escolha de elementos de interface de usuário tem grande influência nas emoções dos usuários durante a interação com sistemas computacionais. O estudo da associação desses elementos, por exemplo, cor, imagem e tipografia, com as emoções é uma linha de pesquisa da Interação Humano-Computador. Este artigo apresenta um estudo que auxilia web designers na escolha de elementos, de modo que provoquem respostas emocionais específicas a partir do desenvolvimento de web sites. Para tanto, foi realizado um experimento com usuários, em que se avaliou a experiência emocional a partir de uma abordagem híbrida.

 

05 - BD Relacional versus BD Orientado a Objetos: uma avaliação quanto ao uso - ou não - de camada de persistência

Breno Rodrigo Cabral de Oliveira

Resumo. Sistemas computacionais típicos persistem seus dados em Banco de Dados Relacionais (BDR). Porém, comumente utilizam linguagens orientadas a objeto (OO) na manipulação desses dados. Devido a esse fato, se faz necessária a conversão dos dados entre os paradigmas OO e Relacional, via JDBC ou através de frameworks de Mapeamento Objeto Relacional (MOR). Este artigo tem como objetivo realizar um estudo comparativo entre implementação de sistemas utilizando MOR e armazenando em BDR em contraposição com implementação sem a camada de persistência armazenando direto em um BD Orientado a Objetos. Os testes realizados revelam que o uso do EclipseLink como camada de persistência tem melhor desempenho frente ao armazenamento direto no BDOO. Este artigo pretende fornecer elementos necessários para que analistas possam escolher a melhor opção no desenvolvimento de seus projetos.

 

06 - Uma experiência de Inspeção de Artefatos de Software na Etapa de Análise

Bruno B. Dias

Resumo. Este trabalho propõe mostrar uma experiência quanto a inspeções aplicadas em documentos de requisitos, mais especificamente, documentos de visão e de caso de uso. Para tanto, pautado no objetivo de atingir maior qualidade e eliminar inconsistências. Como metodologia foram empregadas inspeções utilizando as técnicas de leitura ad hoc, e de leitura baseada em checklist. Defrontando a realidade e o contexto deste artigo, um trabalho de conclusão do curso de pós-graduação Lato Sensu do DC/UFSCar, os artefatos são oriundos de requisitos, do desenvolvimento dos sistemas propostos no curso. Concluímos que foi possível prevenir prováveis defeitos na etapa de desenvolvimento, agregando qualidade ao projeto.

 

07 - Eficiência e eficácia em banco de dados relacional (MySQL) e NoSQL (MongoDB) em aplicação Node.JS.

Cindy Yonemi Hosoya

Resumo. É notável a tendência de utilização de Not only Structured Query Language (NoSQL), principalmente em aplicações típicas de Computação na Nuvem. Gerenciar e armazenar  informações em bancos de dados NoSQL é uma forma alternativa para o armazenamento em banco de dados relacionais. O objetivo deste trabalho é apresentar os resultados obtidos para as métricas eficiência e eficácia no comparativo entre bancos de dados NoSQL e Relacional, focando em aplicação Node.JS. No experimento conduzido foram utilizados os Gerenciadores de Banco de Dados Relacional MySQL e NoSQL MongoDB. Os resultados obtidos confirmam que se a aplicação necessitar de integridade dos dados, consistência e atomicidade, é mais indicado utilizar um SGDB relacional tendo que abdicar da agilidade e escalabilidade horizontal, proporcionado pelos SGBDs NoSQL

 

08 - Implementação do Prontuário Eletrônico Ativo

Daniel Rodrigo Bento

Resumo. Este trabalho descreve uma implementação de prontuário eletrônico, denominado de Prontuário Eletrônico Ativo, que inicialmente eram tratados como prontuários médicos, os quais focavam as informações nos profissionais deslocando as mesmas dos pacientes; originando os Prontuários dos Pacientes, que mantidos em papel, tomaram grandes proporções, dificultando o armazenamento físico e sua manutenção. A informatização possibilitou a otimização do armazenamento e manutenção originando o prontuário eletrônico do paciente. Esse trabalho propõe a implementação de unificação dos bancos de dados dos estabelecimentos de saúde, a aplicação de regras de mineração de dados resultando em uma base de conhecimento, melhorando os atendimentos e a qualidade de vida da população.

 

09 - JFreedom – Uma nova proposta de framework Web MVC

Diego Manicardi Sarai

Resumo. Esse artigo propõe a criação de um novo framework Web MVC chamado JFreedom, para a automatização dos processos de validações de formulários, apresentando uma abordagem que vai desde validações individuais de campos até validações em grupo. Seu principal objetivo é a abstração dos processos de validação, propondo mais liberdade ao desenvolvedor, sem que haja a necessidade de um mapeamento e dependência entre a camada de visão e a camada controladora. A metodologia abordada foi a criação do novo framework Web MVC em conjunto com sua utilização na prática em um modelo de exemplo de cadastro de usuários. Obteve-se como resultado um exemplo funcional de utilização do framework JFreedom, mostrando que sua utilização pode ser vantajosa onde há uma grande quantidade de cadastros. Concluiu-se que a utilização do framework JFreedom, assim como outros frameworks, deve ser analisada adequadamente antes de ser colocada em prática, pois em alguns cenários sua utilização pode não ser recomendada, já que o mesmo ainda não apresenta vantagens que agregariam outras camadas de desenvolvimento, como por exemplo a camada de persistência de dados.

 

10 - Integração Contínua em uma Equipe Pequena

Elbio Otávio Caetano

Resumo. Os processos de desenvolvimento de software evoluíram nos últimos anos. As equipes se tornam cada vez maiores e, com o auxílio da Internet, podem estar distribuídas em vários lugares do mundo. As ferramentas que auxiliam os desenvolvedores, como os repositórios de código e as IDEs (Integrated Development Environment ou Ambiente Integrado de Desenvolvimento) também estão cada vez mais robustas e com mais recursos. Assim, o processo de deploy de código também evoluiu, para tornar a integração de código, o processo de deploy e os testes, mais eficientes. Este artigo tem como objetivo verificar se o processo de integração contínua é satisfatório em uma equipe pequena, de sete integrantes.

 

11 - Um Estudo sobre Startups de Tecnologia de Informação Brasileiras

Elias E. Luz da Silva

Resumo. Atualmente, cresce o número de empreendedores que buscam por uma oportunidade de colocar no mercado suas ideias em novos produtos de tecnologia da informação (TI). Essas empresas, que têm como característica as ideias inovadoras com objetivo de criar um novo produto ou serviço com potencial de crescimento em meio a um cenário de extrema incerteza, são chamadas de startups de TI. Apesar da crescente importância delas no mercado brasileiro, pouco se sabe sobre a estrutura organizacional e sobre as plataformas computacionais que elas utilizam. Nesse sentido, este trabalho apresenta o resultado de um levantamento feito com 25 startups de TI brasileiras por meio de um questionário online. Os resultados sugerem que a maioria dos respondentes ganha menos de R$ 3.000,00, as linguagens de programação mais utilizadas são JAVA e PHP, e a infraestrutura em nuvem já é a mais utilizada, entre outros.

 

12 - Uma Revisão Sistemática sobre Diretrizes para Desenvolvimento de Sistemas Web para Idosos

Eluany S. Carvalho

Resumo. Atualmente, a população mundial de idosos cresce. Tal fenômeno também ocorre no Brasil. Parte desse público idoso tem se interessado pelo uso de tecnologias da informação, entre essas os sistemas web. Contudo, o público idoso tem características peculiares que trazem demandas específicas para o desenvolvimento de sistemas web. O objetivo desta pesquisa é apresentar os resultados de uma revisão sistemática e verificar quais as melhores práticas para o desenvolvimento de sistemas web para idosos apontadas na literatura. Duas bases de dados, ACM e IEEE, foram utilizadas. Os resultados apontam diretivas para a apresentação dos elementos de interface, navegação e terminologia

 

13 - O uso da Tecnologia para a Segurança do Paciente

Fabiano Moura

Resumo. Este artigo apresenta o uso da tecnologia no desenvolvimento e uso do Prontuário Eletrônico do Paciente (PEP) e Registro Eletrônico de Saúde (RES) como forma de garantir a Segurança do Paciente. Dentre estas tecnologias, discutimos a Identificação do Paciente, Código de Barras, Certificado Digital, entre outros.

 

14 - Padrões para responsividade e acessibilidade em Grails

Gabriel S. Mayer

Resumo. A proposta deste trabalho discute no desenvolvimento de um sistema web, aplicando recursos de responsividade e acessibilidade utilizando a linguagem Grails, demonstrando a aplicação e as necessidades para o processo de desenvolvimento utilizando métodos ágeis para obter o resultado esperado. Estamos considerando um sistema de agendamento de especialidades médicas que será utilizado pela USE – Unidade de Saúde e Especialidades da UFSCar

 

15 - Técnicas de Tuning Aplicadas a Banco de Dados Relacionais na Nuvem

Givanildo Moises da Silva

Resumo. A hospedagem na nuvem vem em crescente desenvolvimento devido às vantagens em termos de economia financeira frente à escalabilidade de uso de recursos. Bancos de dados na nuvem podem requerer mais recursos computacionais caso atinjam gargalos de desempenho, no entanto, a aplicação de técnicas de tuning podem ser empregadas para melhorar o desempenho do otimizador do gerenciador de banco de dados, evitando o custo dos recursos adicionais. O objetivo deste trabalho é investigar se as técnicas de tuning convencionais se aplicam a banco de dados relacionais na nuvem. Os experimentos realizados demonstraram que as mesmas políticas empregadas em banco de dados convencionais podem ser aplicadas no contexto de banco de dados na nuvem.

 

16 - Utilização de Métodos Ágeis por equipes de desenvolvimento de software em universidades públicas brasileiras

Gustavo Carvalho Mauricio

Resumo. O trabalho de desenvolvimento de sistemas computacionais realizado dentro das universidades públicas tem, entre outros, o papel de ajudar na gestão administrativa das instituições. Em alguns casos, essa mão de obra tem sido terceirizada, mas há servidores com conhecimento específico para tal e que poderiam se sentir motivados em fazê-lo. A utilização de metodologias ágeis pode ser útil nesse sentido. Com o objetivo de conhecer melhor este cenário, foi realizado um levantamento através de questionário. Quarenta e sete servidores responderam e os resultados sugerem que os métodos ágeis ajudam na organização do trabalho da equipe, aumentando a produção e tornando o trabalho mais efetivo.

 

17 - Acessibilidade em sistemas WEB com o uso de frameworks front-end: um estudo de caso

Helder Murilo Simão Dias

Resumo. O numero de pessoas que possuem algum tipo de deficiência seja ela física ou visual é cada vez maior, com isso a questão de acessibilidade tem se tornado cada vez mais frequente. Quando falamos no universo WEB temos que analisar melhor ainda essa situação, pois todos devem ter acesso a informação com a mesma facilidade e clareza. Varias medidas vem sendo criadas para auxiliar os desenvolvedores na hora da criação de seus projetos, uma dessas medidas é o WCAG, são métricas que auxiliam o desenvolvedor levando em consideração os pontos críticos da acessibilidade. Este trabalho realizou um estudo de caso com o software GETA verificando se o uso de frameworks front-end atuais interferem no nível de acessibilidade alcançado pelo projeto, para realizar essa verificação foi utilizado o software de validação automática Access Monitor, pois ele faz uso das métricas do WCAG para realizar a analise. Após realizar um comparativo das analises obtidas com e sem o uso do framework foi constatado que o projeto não atende as métricas básicas de acessibilidade, ou seja, o uso de frameworks front-end em projetos web não interfere no nível de acessibilidade alcançada e sim o nível de conhecimento do desenvolvedor sobre o tema.

 

18 - Requisitos testáveis com behaviour driven development (BDD)

João Antonio Bulgareli

Resumo. Dentre as metodologias de desenvolvimento ágil, a Extreme Programming (XP) foi pioneira em incentivar a utilização de testes automatizados. Esse incentivo contribuiu para a criação do Test Driven Development (TDD), um modelo de desenvolvimento onde o teste é escrito antes do código. O desenvolvimento orientado a comportamentos (Behaviour Driven Development - BDD), surgiu como uma evolução do TDD, com foco no comportamento do sistema, porém não deixando de lado as técnicas utilizadas pelo TDD. O BDD contribui com o desenvolvimento de software baseado nos requisitos previamente identificados através de histórias de usuário. Este trabalho apresenta as principais características do BDD, tendo em vista facilitar a aplicação da técnica em projetos com auxílio do framework SpecFlow, que irá auxiliar na transformação dos requisitos em testes.

 

19 - Times de alto desempenho no contexto ágil

João O. Sakai Genari

Resumo. O conceito e adoção de times de alto desempenho em empresas de desenvolvimento de software está se tornando cada vez mais comum. As maneiras de se formar e evoluir tais times ainda estão em constante evolução. Em contrapartida, com o advento das metodologias ágeis a preocupação com o processo, com a qualidade do produto e com o bem estar dos integrantes do time tendem a tornar a adoção mais simplificada. Este artigo relaciona times de alto desempenho com as metodologias ágeis Scrum e Kanban e através da aplicação de uma pesquisa realizada em uma empresa da região de Campinas/SP chegou-se a conclusão que as metodologias ágeis propiciam a formação de times de alto desempenho e que tal conceito varia de acordo com o cenário em que o time está inserido.

 

20 - VERSION BASE - CONTROLE DE VERSÃO DE BANCO DE DADOS PARA APLICAÇÕES MÓVEIS

Jones dos Santos Carvalho

Resumo. Hoje em dia, os smartphones representam a nova era móvel de informação. Em todos os modelos, existe uma central de aplicativos que os distingue em várias categorias. O versionamento de banco de dados é uma solução que ajuda na manutenção dos sistemas e permite aos usuários trabalhar sempre na versão corrente do sistema de banco de dados. Falar em versionamento, significa dizer que é possível trabalhar sem perda de dados em várias etapas de um processo de desenvolvimento do sistema do banco de dados. Este trabalho tem como objetivo propor o aplicativo Version Base, uma nova solução para o versionamento de banco de dados móvel em nível de esquema e instâncias. Os testes realizados confirmam que a solução proposta atende aos requisitos estabelecidos, e é mais completa do que os concorrentes existentes no mercado.

 

21 - Comparação entre três frameworks Javascript voltados para o desenvolvimento mobile

Luis Fernando Serra

Resumo. Este artigo apresenta um comparativo entre três frameworks Javascript voltados para o desenvolvimento móvel. Ionic, Sencha Touch e jQuery Mobile. A comparação visa ajudar o desenvolvedor a escolher um framework mobile para o desenvolvimento da sua aplicação. Esses frameworks foram comparados utilizando-se os seguintes critérios: licenças, documentação, compatibilidade entre navegadores, dependências, velocidade no carregamento, tamanho em kilobyte dos arquivos carregados, quantidade de requisições e performance. Os resultados sugerem que o melhor a ser utilizado é o Sencha Touch, pois assim como o Ionic, este obteve uma boa experiência com o usuário além de ter se destacado nos testes de performance

 

22 - Vantagens da aplicação do TDD

Marcelo Henrique Battaglion

Resumo.

Este artigo tem por finalidade demonstrar através de um estudo de caso os ganhos que se pode ter ao utilizar a técnica do desenvolvimento dirigido por testes. Foi realizado um estudo teórico por meio de revisões bibliográficas e artigos relacionados ao tema para demonstrar as vantagens da utilização do TDD, aplicando a técnica na reimplementação de um sistema existente e refatorando-o para obter uma melhor estrutura do projeto. O resultado da pesquisa pôde ser obtido com base em uma análise comparativa entre o projeto já existente e o desenvolvido, assim o material serve como fonte para os que buscam conhecer e utilizar a técnica do TDD para obter uma melhor qualidade do produto final.

 

23 - DevOps e Integração Contínua como boas práticas no Desenvolvimento Ágil

Marcos de Oliveira Alves

Resumo. A proposta deste artigo científico foi demostrar como DevOps e Integração Contínua são práticas que são indispensáveis para melhora significativa do desenvolvimento ágil e na entrega de aplicações de qualidade dentro dos prazos definidos em um projeto de software. Para isso foram realizados dois experimentos: o primeiro para demostrar o provisionamento de ambiente de desenvolvimento para desenvolvedores usando as ferramentas Vagrant e Puppet e o segundo experimento foi a realizado a execução de Integração Contínua de uma aplicação web de exemplo. Para este experimento foi usada a ferramenta Jenkins. Os dois experimentos conseguiram obter êxito nos resultados e a proposta apresentada foi comprovada.

 

24 - Persistência de dados e componentização para plataforma móvel Android

Mauricio José De Grandi Junior

Resumo. Este artigo descreve como pode ser aprimorado o processo de persistência de dados na plataforma móvel android. O artigo propõe a criação de uma camada de persistência baseada na já existente JPA (Java Persistence API) e também a criação de componentes para auxiliar na transferência de dados entre as camadas do software.

 

25 - Desenvolvimento de Single Page Applications utilizando AngularJS

Osvaldo Luis Pinto Junior

Resumo. Este artigo pretende exemplificar o conceito de aplicações de uma página só (SPA), um novo modo de desenvolvimento de aplicações web, em que feito o carregamento inicial de toda a aplicação, utiliza-se renderizações parciais dos conteúdos de acordo com a utilização. Será apresentado o framework JavaScript client-side AngularJS, com suas características, melhores práticas e principais utilizações

 

26 - Análise comparativa do desenvolvimento client-side e server-side utilizando AngularJS e JavaServer Faces

Paulo Henrique Nicézio Alves

Resumo. Aplicações Web estão constantemente buscando uma melhor performance e usabilidade. Para atender essa demanda, sempre surge a dúvida de qual tecnologia utilizar no desenvolvimento. Diante disso, este trabalho apresenta uma análise comparativa de algumas tecnologias disponíveis no desenvolvimento client-side e server-side, destacando suas principais características e funcionalidades. O artigo foca nos frameworks AngularJS e JavaServer Faces (JSF), utilizados neste cenário

 

27 - Desenvolvimento de Aplicações e Micro Serviços: Um estudo de caso

Pedro Felipe Marques Moreira

Resumo. Não existe arquitetura mágica que soluciona todos os problemas enfrentados pela engenharia de software. É importante que arquitetos e engenheiros de software conheçam diferentes arquiteturas bem como suas vantagens e desvantagens para utilizá-las da melhor maneira possível dentro de cada cenário. Este trabalho tem por objetivo apresentar a arquitetura de micro serviços, com um levantamento teórico e implementação de um micro serviço utilizando o framework Spring Boot e demonstrar quais as vantagens e desvantagens dessa arquitetura

 

28 - WEB SERVICES – Restful x SOAP

Pedro Henrique Ferro Gorla

Resumo

Web services são soluções adotadas para criação de sistemas que possibilitam a integração entre diversas plataformas de arquiteturas ou linguagens diferentes, de uma maneira mais simples e dinâmica. Este trabalho tem como objetivo demonstrar esta tecnologia, sua importância no cenário atual, bem como os modelos utilizados dentro desta arquitetura e ainda tendências oriundas do amadurecimento dos sistemas distribuídos. Será realizada uma abordagem entre as tecnologias SOAP e sua utilidade no cenário atual, avançando para Restful e demonstrando a evolução dos serviços de sistemas distribuídos, analisando a abordagem dos dois padrões a fim de demonstrar as vantagens e desvantagens em sua utilização.

 

29 - Problemas ocasionados pelo uso indevido de frameworks MVC em aplicações Java

Rafael A. Barro

Resumo. Atualmente existem diversas opções de frameworks para o desenvolvimento Java e é necessário ter conhecimento suficiente para se escolher um que mais se adeque a uma determinada situação. Este artigo ilustra como o uso indevido de frameworks MVC (Model-View-Controller) dificulta a manutenção do sistema e diminui sua performance. Com o propósito de evitar tais problemas, o desenvolvedor deve entender o framework a ser escolhido e utilizá-lo de maneira apropriada.

 

30 - Análise comparativa de implementações de controle de acesso baseados em autenticação e autorização de sistemas web em Java

Rafael S. Santos

Resumo. O objetivo deste artigo é prover um material de apoio para que o desenvolvedor possa escolher o mecanismo mais adequado para garantir o controle de acesso em uma aplicação web em Java. Analisamos as implementações de controle de acesso em aplicações web em dois aspectos fundamentais: autenticação e autorização. O estudo foi focado em três implementações de controle de acesso: (1) PhaseListener; (2) JAAS; e (3) Spring Security e abordou o Sistema de Identidade Institucional da UFSCar como estudo de caso

 

31 - Uma Revisão Sistemática sobre Recomendações de Acessibilidade na Web

Raquel R. Rodrigues

Resumo. Atualmente, são disponibilizados cada vez mais serviços e facilidades para a sociedade por meio da internet. Porém, por vezes esses recursos não permitem o acesso e compartilhamento por todos os usuários devido ao fato de não considerarem a diversidade humana. Passa a ser importante para a sociedade estudos e aplicações de diretivas para promoção de acessibilidade na web evitando exclusões digitais e sociais. Assim, este artigo busca, por meio de revisão sistemática, evidenciar possibilidades e técnicas para promover acessibilidade na web com foco em usuários com deficiências.

 

32 - Análise comparativa entre dois Frameworks MVC para a Plataforma Java EE: JSF e VRaptor.

Rodolpho S. Couto

Resumo. Com o notável avanço de tecnologias para a Internet, aliado ao crescimento de dispositivos conectados a ela, observa-se um grande volume de aplicações inovadoras e escaláveis sendo disponibilizadas a cada dia. Para atender a essa demanda, novas tecnologias, plataformas e frameworks estão sendo evoluídos, com o objetivo de tornar o desenvolvimento dessas aplicações cada vez mais ágil e com maior valor de entrega. Este artigo apresenta um estudo comparativo entre o JSF (JavaServer Faces), framework MVC baseado em componentes definido na especificação Java EE e o VRaptor, framework MVC baseado em ações que, apesar de ser uma iniciativa externa, também é totalmente integrado à plataforma Java EE.

 

33 - Utilizando Frameworks de Automação de Testes em Aplicações Java para Web.

Rodrigo Manicardi Sarai

Resumo. Este artigo tem como objetivo demonstrar o uso de ferramentas automatizadas em testes estruturais (JUnit, Eclemma e Arquillian) e funcionais (Selenium) de software em uma aplicação Java para Web, visando demonstrar as implicações de seu uso no esforço de desenvolvimento e discutir os resultados alcançados, demonstrando os benefícios alcançados através do seu uso na qualidade final do produto de software.

 

34 - Implementação da tecnologia RFID para automatização no controle de patrimônio.

Thiago Derissi Poderoso

Resumo. O Departamento de Matemática da UFSCar sofre com o controle de bens patrimoniais existente, muitas vezes não conseguem identificar de quem é um patrimônio, a localização é difícil e muitas vezes, impossível. Sendo assim o trabalho demonstra uma solução utilizando etiquetas RFID juntamente com um leitor Bluetooth conectado a um dispositivo Android. Para automatizar, melhorar a localização dos patrimônios e fornecer mais confiabilidade nas informações do departamento.

 

35 - Estudo Comparativo Entre JSF e Spring MVC

Thiago H. S. Romero

Resumo. Este artigo traz uma análise comparativa entre dois dos principais frameworks Java: JSF e Spring MVC. O Estudo foi focado na comparação entre vários de seu aspectos, desde comparação estrutural, implementação do paradigma MVC, até a comparação de livros publicados para ambos. O objetivo desse artigo, além de fazer uma análise comparativa, é auxiliar o desenvolvedor na hora de escolher um framework, pois cada software tem suas particularidades específicas e mesmo que sejam apenas diferenças sutis, a escolha correta para cada situação pode significar uma imensa vantagem, uma vez que a utilização do framework resulta em ganha de tempo, produtividade e dinheiro. Foram escolhidos Spring e JSF pois são os dois frameworks Java em mais evidência em 2015.

 

 

Revisores:

 

Bento Rafael Siqueira

Bruno Marinho Santios

Bruno Martins Godoy Corrêa

Claudineia Gonçalves de Arruda

Cleberson Paulo de Andrade Silva

Daniel Lucrédio

Danilo Codeco Carvalho

Delano Medeiros Beder

Diego Roberto Gonçalves de Pontes

Ederaldo de Oliveira Constantino

Érica Fernanda Berniche

Fabiano Cutigi Ferrari

Ivan João Foschini

Kamila Rios da Hora Rodrigues

Marcel Akira Serikawa

Marco Antonio Colombo da Silva

Maria Carolina de Souza Santos

Marilde Terezinha Prado Santos

Reinaldo de Oliveira Castro

Renata Germano Souza Santos

Renato Silva Costa

José Santiago Moreira

Steve Ataki Tsham Mpinda

Tatiana da Silva Alencar

Thiago Silva Barros

Vânia Paula de Almeida Néris

Vinicius Afonso Raimundo Ferreira

Árvore Símbolo do Curso de Pós-Graduação "Lato Sensu" em Computação

Árvore plantada na cerimônia de conclusão de curso da primeira turma do curso de Pós Graduação "Lato Sensu" em Computação - Desenvolvimento de Software para Web, no ano de 2004.

Árvore Lato Sensu